Mês: fevereiro 2010

Humores

Postado em Atualizado em

Aí vão duas músicas dos Beatles que expressam dois sentimentos amorosos. Anyway, a primeira – You’re Gonna Lose That Girl – é um aviso, se o cara não tratar a garota bem vai perdê-la.

Miopia e Música

Postado em Atualizado em

Fui ao oftalmologista hoje: Dr. Alexandre Barbosa no Hospital Madre Tereza. E minhas suspeitas de aumento de grau se confirmaram, mas um pouco diferente do que eu previa. Eu, que só tinha astigmatismo, agora tenho meio grau de miopia em cada olho. Fiquei sabendo também porque a luz me incomoda muito: quando bate luz em meu olho, o astigmatismo faz com que ela se espalhe por toda a sua extensão, assim, me incomoda mais do que quem não tem.

Curiosidades: Maria Callas, grega, grande diva da ópera, nascida em 2 de dezembro (eu nasci em 1 de dez…rsss), tinha um alto grau de miopia. Segundo meu oftalmologista, cerca de 8 graus em cada olho! E também o compositor e músico paraense Waldemar Henrique, tema da minha dissertação de mestrado tinha problemas de visão (incluindo, claro, forte miopia) desde muito pequeno e ao final de sua vida estava quase cego.


Morar fora

Postado em

Acabei de ler o livro Mineirinha n’Alemanha, de Sandra Santos e adorei. Ótimos textos, dicas legais, bom humor. Quem quiser ter uma ideia, passe no blog dela.

Preparação

Postado em Atualizado em

E segunda-feira dia 22 vou começar minha bateria de aulas:
Francês, alemão, sapateado e pilates.

A vida é como uma rapadura

Postado em Atualizado em

Há muito tempo li na revista Super interessante sobre as “10 mortes mais bizarras de todos os tempos” (algo assim… mas era sobre famosos). Então de duas eu me lembro bem, pois eu já havia ouvido os casos anteriormente.

A bailarina americana Isadora Duncan, nascida em 1877, morreu em 1927 enquanto passeava com seu carro conversível, no banco de carona traseiro, quando sua echarpe ficou presa em uma das rodas e a estrangulou. Sua cabeça foi lançada para trás e a nuca foi quebrada.

O músico francês Jean Baptiste Lully nasceu em 1632. Foi precursor da regência: era conhecido por ficar batendo um cajado no chão no pulso da música. Em janeiro de 1687 atingiu o próprio dedo do pé com sua bengala enquanto regia seu Te Deum em homenagem a recuperação de uma doença do Rei Louis XIV. O dedo gangrenou e ele se recusou a amputá-lo, então morreu de septicemia alguns dias depois, em Paris.

Saudade x Insensibilidade

Postado em

Em certa conversa, surgiu o assunto saudade e eu disse que não estava com saudade dos meus pais enquanto eu viajava. Ficou, de certa forma, parecendo insensibilidade da minha parte. Não acho isso questão se sensibilidade. Aliás, conversei com muito mais frequência com meus pais enquanto eu estava na Alemanha do que eu converso quando estou em BH e eles em Três Corações.

Conheço gente muito insensível que sente (ou pelo menos diz que sente) saudade. Outras super sensíveis e que sentem saudade a todo momento, de tudo e todos. Eu sou muito sensível pra várias coisas, pra começar por minha profissão de cantora, que mexe muito com sensibilidade. Mas não sinto muita saudade, confesso que já senti mais. Talvez eu só sinta quando é de algo realmente excepcional para mim. E não fico falando isso da boca pra fora. É como palavrão para mim. É raríssimo eu falar algum, mas se eu falo, pode saber que eu realmente quero dizer.

Outro dia ouvi um programa inteiro no Tutti Maravilha (FM 100,9 de segunda a sexta de 14 ás 16h) sobre saudade, foi bem legal. A única coisa que tenho uma ressalva é que muita gente diz que saudade é uma palavra que só existe em português e nenhuma outra língua se expressa como a nossa. Eu não sei dizer em todas as línguas, mas em alemão existe, está inclusive traduzida exatamente desta forma no dicionário Langenscheidt: Sehnsucht = saudade. Nos outros não olhei. E acredito que se for por descrição de dicionário, em nenhum vai estar exatamente igual ao nosso sentimento, nem no Aurélio ou Houaiss. Existem sete filmes chamados Sehnsucht e outros 43 com Sehnsucht no nome que falam sobre o tema “saudade”. Já cantei Lieder (canções alemãs) que contém esta palavra também. O poema Nur wer die Sehnsucht kennt, de Goethe, já foi musicado por Schubert, Schumman e Tchaikovsky.

Fiquem com a bela interpretação de Gundula Janowitz:

Novo background

Postado em Atualizado em

Gente, como faço sempre, fui olhar o Blog da Botões e vi o novo background deles, ou seja, o fundo do blog. Achei fofíssimo e fui olhar o site onde o background estava. Ananda, você arrasou de ter achado esse site. Cada um mais lindo que o outro. Fiquei em dúvida entre todos estes:






O primeiro da foto se chama Pocket Full of Posies, ele é muito parecido com a sacola que recebi em setembro de 2008 em Buenos Aires da loja Como quieres que te quiera, que é fofíssima também. Foi o que mais me deu dúvida. Cheguei até a declará-lo vencedor. Mas o vencedor novo vocês conferem aqui mesmo no fundo do meu blog! É o Green Thumb! E minha tia aprovou também.