Mês: junho 2010

Máquina Fotográfica

Postado em Atualizado em

Acho que na Alemanha vou comprar uma câmera legal pra mim. Tenho um pouco de preguiça de ficar carregando máquina, mas ver fotos é tão gostoso. Vou tentar adquirir o hábito de fotografar. Por enquanto fico quebrando o galho com meu celular mesmo… olha que gracinha o Parque Municipal aqui em BH. Tirei ontem quando estava passeando e mostrando a cidade pro meu amigo do sul, Guilherme Rosa. Ele também é cantor e estava por aqui cantando na ópera O Barbeiro de Sevilha, com a Companhia Brasileira de Ópera, do John Neschling. A estreia foi em Belo Horizonte, no Palácio das Artes. E daqui seguem ainda para Porto Alegre, Florianópolis, Curitiba, Manaus, Belém, João Pessoa, Brasília, Aracaju, Salvador, Recife, Santos, São Paulo, Ribeirão Preto e Rio de Janeiro (ufa!).

E esta outra foto é do meu cup cake de cenoura finalmente pronto, como eu queria, pro meu encontro semanal com a turma de alemão. Ontem fizemos aqui em casa à noite de novo. Vieram só 6 pessoas mas foi divertido como sempre. E ainda temos o privilégio de termos pianistas na turma, que tocaram sonatas e noturnos para nós. Pra mim sobrou cantar Ave Maria de Gounod.

Detalhe: não preciso nem falar que o cup cake fez o maior sucesso né? (Levei também no sábado pro almoço na casa da minha amiga Conceição Nicolau, também cantora, mais conhecida como Ção). E ao que tudo indica terei que fazer também pra festa junina do coral, domingo que vem.

Anúncios

QI x traição

Postado em

Li uma crônica muitíssimo bem escrita, ao meu ver, na Revista Viver Brasil, assinada por Bruno Fernandes, que diz que os homens que traem suas parceiras tendem a ter QI mais baixo do que os que não traem (as mulheres não?). Em outras palavras, são mais burros, afinal riscos altos com baixos retornos nunca foram boas opções.

A questão, para mim, é que é óbvio que uma pessoa que está em relacionamento sério e não consegue resistir a impulsos primitivos e fica inventando desculpas mais que esfarrapadas, como “todo homem é assim, é da natureza”, ou, no caso das mulheres “direitos iguais, se eles traem, nós também”, não está apto a estar em um relacionamento sério! E a paz de espírito não tem preço, eu acho. Viver com a consciência limpa é o melhor que temos a fazer. Todos cometem erros, mas se não aprendemos com eles e evoluímos, se não pedimos desculpas, se não são somos sinceros com quem amamos, de que adianta? O egoísmo reina absoluto.

Agora, se a pessoa consegue trair e se enganar com essas frases prontas e ainda dormir tranquila, então ela é sem noção, louca, doente e ignorante. rsss (exagerada). OU seja, burra! Pior ainda são os que mentem descaradamente e ainda fazem pose de santo pros outros.

Então, não é preciso estudo científico para constatar o óbvio. E, para terminar, palavras de Bruno Fernandes: “A inteligência e a evolução de uma pessoa são percebidas por suas ideias e atitudes, assim como no esforço constante em torná-las menos nocivas a terceiros e a ela própria. (…) são as escolhas que definem os mais inteligentes. Não há necessidade de cálculos para fazer esta constatação. Independente da gravidade das consequências, trair será sempre burrice. Com ou sem o aval da ciência.”

Bolo de Cenoura da Cidinha

Postado em Atualizado em

Ingredientes:
4 Cenouras grandes
4 Ovos
2 xícaras de açúcar
1 xícara de óleo
3½ xícara de farinha de trigo
1 pitada de sal
1 Colher (sopa) cheia de pó royal (ele cresce bastante)

Modo de Fazer
Bater no liquidificador a cenoura picadinha, o óleo, os ovos, o açúcar e a pitada de sal.
Depois acrescentar a farinha de trigo aos poucos e ir mexendo. Por último colocar o pó royal.

Untar uma assadeira com manteiga (ou óleo) e polvilhar farinha de trigo.

Levar ao forno por 30 minutos.

Calda de chocolate
8 colheres de nescau (ou chocolate em pó)
8 colheres de leite
4 colheres de leite condensado
1 colher de margarina

Levar ao fogo baixo por mais ou menos 15 minutos. Quando começar a borbulhar, despejar sobre o bolo. Se preferir faça furos no bolo com o garfo e depois jogue a calda de chocolate.
Por último coloque o chocolate granulado por cima.

observações:

1-esta é a medida de de “uma” receita, você pode dobrá-la e colocar numa assadeira maior. A Cidinha, dona da receita, costuma fazer na assadeira retangular (2 receitas) e nem desenforma, deixa lá mesmo com a calda em cima.

2-Fiz em formato de cup cakes duas receita e renderam uns 32 bolinhos. Mas coloquei menos fermento do que pedia e eles não cresceram tanto quando eu esperava. E ao invés de fazer a calda de chocolate coloquei gotas de chocolate na massa. Fiz pro meu encontro de alemão no domingo, aí ainda vou colocar por cima chantili de chocolate e confeitos coloridos.

Show ontem

Postado em Atualizado em

Ontem o show foi muuuuuito legal! Mas demorou muuuuito também.
Cheguei em casa só meia noite! Ufa! Fiquei um caco. Assim que eu tiver fotos coloco aqui. As bailarinas estavam lindas demais e o repertório foi muito legal. Além de Desert Orchid juntamente com Júlio Valentim, cantei Bachianas no5 com o Carlos Clack dançando e foi de arrepiar a linda performance dele!

Hoje, pra variar, fiz um milhão de coisas já, dentre elas, comprei apetrechos para fazer meu cup cake de cenoura definitivo! E conheci uma fazedora profissional de cup cake, a Fátima Sarmento. Olha que charme os cup cakes da copa, gente! Conheçam o blog dela clicando aqui.

Show de Música Árabe e Dança do Ventre na terça!

Postado em Atualizado em

Gente, eventualmente canto com uma banda super bacana, de música árabe. Todas as apresentações são acompanhadas de bailarinas excelentes de dança do ventre. É muito legal! Uma vez tinha uma menina dançando com uma cobra e não é que eu seja fresca… mas ficar ali com a bicha esticadinha bem na minha cara e a moça rodando igual uma doida toda hora passando o rabo e a cara da cobra pertinho da minha boca cantando não foi exatamente uma sensação agradável. rsss

A banda é do Marcelo Fallahin, que toca violoncelo, derbake, douhola, mazhar…enfim, multi instrumentista e organizador dessa farra toda! Vocês podem acessar o MySpace do Marcelo e me ouvir cantando nas músicas MARCO POLO e TRIBAL NAJLA.

Agora vamos ao que interessa:
O QUE? Show do MARCELO FALLAHIN e banda e bailarinas e bailarinos e participações especiais, inclusive de quem vos escreve. (Cantarei Bachianas n.5, de Villa Lobos e Desert Orchid)
QUANDO? Dia 22 de junho de 2010, terça-feira às 20:30
ONDE? No Teatro do Sesiminas – Rua Padre Marinho, 60, Sta Efigênia. Belo Horizonte.
Por que? Hein? Vai lá que você vai gostar! Custa 30 reais o ingresso e 15 a meia conforme a lei (estudantes, maiores de 60 etc)

Ganhei uma promoção!

Postado em Atualizado em

Gente! Fui uma das ganhadoras da promoção da TAM “Incentive a Seleção”. hahaha
Mandei o vídeo abaixo para essa promoção apenas por mandar, no último dia já. Tive até que escrever pra reclamar que o vídeo nunca carregava na página e ele atendia a todos os pré-requisitos, aí finalmente aceitaram. Eu gravei aqui na câmera do computador e eu tava de pijama ainda! “Isabela veste” pijama de pinguim da Botões. kkkk E minhas unhas estavam pintadas de verdinho!

Detalhe importante 1: essa música quem compôs foi a Átila e seu marido Bernardes (fofos, fiquei na casa de uma filha deles em Hannover) e vocês podem ouvir todas as músicas deles sobre copa e flora do Brasil neste link. Gravei juntamente com o violonista e regente Augusto Pimenta no estúdio Bemol, em BH, há poucos dias.

Detalhe importante 2: Meu vídeo foi exibido (pelo menos era o que dizia o regulamento) no vôo dos jogadores da seleção rumo à Copa.

Aí recebi um email da TAM hoje pedindo meu cpf pra eles despacharem meu prêmio (uau…) uma camisa da torcida Tam…

Vejam aí minha colocação (112a –> total 177):

Bolo de Cenoura perfeito

Postado em Atualizado em

Existe bolo (bolo mesmo, não torta) melhor que bolo de cenoura?

Eu acho que não conheço. Ainda mais com a receita da Cidinha, mãe da Patrícia, minha amiga desde a primeira série! Foi engraçado nosso encontro na vida, pois nos conhecemos na escola, até aí tudo bem. Ela se mudou (na época) pra um prédio (onde ainda mora) a 1 quarteirão da minha casa, e um belo dia (na época ainda), nos encontramos em Três Corações. Hein? Parte de nossas famílias (avós e primos) moram por lá. Então ficamos nesse pingue pongue a vida toda! Lá e cá! E desde então a mãe dela faz o melhor bolo de cenoura que eu já comi. Só isso.

E só essa semana que fui pedir a receita! Eu sou muito tchonga né? É que eu tive a brilhante ideia de fazer cup cakes de bolo de cenoura. Aí eu fiz o teste essa semana. Vi que funcionou, quando eu comprar a forminha de papel então, vai ficar uma maravilha! Pretendo fazer pra um dos próximos encontros de alemão. E quero testar colocar umas gotas de chocolate dentro dele, e não a calda por fora.

Apreciem minhas duas versões de teste nas fotos abaixo (bolo com furo e cup cake):