Konjuntiv II + Nail Polish

Postado em Atualizado em

Em alemão, os escritos jornalísticos geralmente são lotados de citações. Para não ficar chato, o autor do texto usa também o Konjuntiv I ou II para falar sobre algo que outra pessoa disse e continuar neutro, se abster de opinião. Aí se alguém “cair de pau” em cima a culpa não é dele, afinal está claro na forma do verbo escrito que aquilo não foi ele que falou e se ele concorda ou não, não vem ao caso.
Outro exemplo: é sabido por todos que aquela pessoa vive faltando o trabalho com as desculpas mais esfarrapadas (ausrede. Interessante a palavra, meu celular que me contou no “palavra do dia”). Aí o seu colega te pergunta porque a tal pessoa não veio naquele dia. Você pode falar “ela disse que está doente” e isso não quer dizer que você tem certeza que era verdade, mas como bom brasileiro, a gente costuma amenizar e acaba falando mesmo é “ela está doente”, pois quando falamos “ela disse que está doente” pode soar ofensivo. Isso acontece com vocês? Ou vocês falam na cara mesmo? Poderia até ser verdade, mas se você quiser deixar BEM claro que foi exatamente isso que a pessoa disse, você usa o Konjuntiv I ou II. Assim você deixa claro que foi ela que falou mas que você não tem nada a ver com isso e não fica ofensivo. Ou será que fica? Ih… Fica assim ó: Sie sagte sie krank sei. E normalmente ficaria assim: Sie sagte sie ist krank.
Aí que eu falei essa ladainha toda só pra dizer que após pesquisar exaustivamente sobre as marcas, cores e preços de esmaltes em Berlim, cheguei a uma conclusão: comprei um vermelho da Esprit que se chama 210 – Dramatic Fushia. A embalagem é bonita, quadrada, vem 11ml, tem bio-ceramic na fórmula (?), livre de formaldehyde e toluene (hein?). A marca é boa, parece que os esmaltes da Esprit são elaborados pela “Coty Paris” (cuma?), os vermelhos eram os mais bonitos, o preço era bom comparado aos esmaltes porcarias apenas 1€ mais baratos que este e após abrir ainda tive uma surpresa, o pincel é excelente. Pra completar, Hält bis zu 10 Tagen! (Isso foi mentira ou então eu lavo louça demais). Tradução: Dura até 10 dias. Eles deviam ter usado Konjuntiv I aí, “Nossos cientistas disseram que dura até 10 dias se você for uma europeia boazinha e não lavar a mão, tá? Ou então passar nos dedos do pé durante o inverno.

Meu primo falou pra namorada dele, que falou pra mim, que tem gente que ganha a maior grana só inventando nome de esmalte. Eu daria pra esse negócio, ia fazer um vermelho cobertura de cereja, abóbora descascada, verde silvestre e bege natural (esse acho que já existe).

Então, segundo Isabela, o melhor custo benefício de esmalte pra comprar na Alemanha é o da Esprit. Mesmo não durando 10 dias, afinal nenhum dura mesmo. Podem usar aí o Konjuntiv.
Anúncios