Mês: setembro 2011

Eleições em Berlim

Postado em

Hoje votei em Berlim. Escolhi qual partido quero para as decisões do meu bairro, Kreuzberg. Os alemães votaram também pra prefeito.

Causos de Berlim #10 – Limão

Postado em Atualizado em

Quando eu trabalhei na barraquinha de caipirinha durante uma feira, o dono pediu pra eu ir comprar limão verde no supermercado e me deu uns 40 euros e eu pensando… eu não vou aguentar carregar isso tudo de limão. Enquanto no Brasil o limão custava 39 centavos (de Real) o quilo, aqui é 39 centavos (de Euro) a UNIDADE! Tá, acabei lendo depois que por acaso agora o limão está em alta etc etc, mas mesmo assim. E também, eu tenho quantos quilos de limão eu quiser de graça lá na roça do vô! E por isso compro na Alemanha limão siciliano e no Brasil limão verde.

Causos de Berlim #9

Postado em Atualizado em

Isabela vai ao Consulado de Portugal um dia, a senhora não consegue achar o registro, aí Isabela volta lá no dia seguinte, entrega a cópia pra ela ver que eu existo e ela continua não me achando no sistema. (é, mudei pra primeira pessoa agora). Então a senhora pede um “númuru di tulufunio” pra quando estiver pronto. Ahm…desculpe, número de que?? – Di tulufunio, ora pois! Não queres que eu te ligue para avisar que achei?” Ahhh, tá. Nisso eu tentando imitar sotaque de purrrtugueix di Purtugalll o tempo todo, o que será que eles pensam disso? Bom, não tenho ideia, mas acho uma delícia falar com ellles assim.
Aí eu comento com a Jux por chat qualquer coisa depois como “só podia ser coisa de português mesmo” e ela, claro, me “reprime” com meu comentário preconceituoso (obs. isso tudo é ironia, brincadeira, tá? Caso alguém esteja achando que estou falando sério!), aí eu falo “como eu sou portuguesa mesmo, tenho liçensa pra fazer piada de português. Sacaram né? Li-cen-ça. E esta foi a primeira palavra que esqueci como se escreve em português, seja de Portugal ou do Brasil!

Pontos Turísticos #12 – Volkspark Hasenheide

Postado em Atualizado em

Nas minhas andanças em Kreuzberg, Berlim, descobri (poisé, ele tava meio escondido) um parque de 50 hectares chamado Hasenheide. Ontem voltei lá com a bicicleta pra dar umas pedaladas e foi ótimo. O sol estava lindo mas não estava calorão. O parque é bem agradável, no meio dele tem um barzinho bem pequeno que me lembrou demais a casa de baile em Belo Horizonte, Pampulha, arquitetada por Oscar Niemeyer, que foi patrono do Grande Colar de Honra ao Mérito oferecido pela Câmara dos Vereadores de Belo Horizonte em 2007 e eu cantei o hino nacional e algumas outras canções, se não me falha a memória, nesta ocasião.
Em partes do parque tem algumas jaulas com camelos, burros e ovelhas. Estes foram os que vi e vi também alguns pequenos grupos de crianças fazendo excursões no parque, imagino que para ver estes bichos. Tem também um laguinho ou algo parecido, não fui lá com a bicicleta mas voltarei. A única coisa suspeita (e muito!) foram alguns tipos estranhos sempre parados em esquinas, pra mim tava na cara que vendem drogas. Não vou falar de qual país eles eram porque vai parecer preconceito, mas seria apenas eu falando de onde esses tipos que vi no parque eram! De qualquer modo, adorei o parque e achei perfeito pra andar de bicicleta ou caminhar. No inverno todo esse verde vai ficar branquinho e acho que vai continuar sendo lindo.

A lógica alemã em português

Postado em Atualizado em

Estava eu toda serelepe fazendo mais um simulado em “purtuguêix di Purtugalll” para a prova teórica da auto escola quando me deparei com as seguintes perguntas. 
Notas: 
  • se quiseres ler em alemão, vá ao final do post e nas perguntas em alemão não lerás meus comentários.
  • 1,2 ou 3 respostas podem estar corretas.
  • Vou fazer meus comentários logo após cada pergunta.
Pergunta 1: O que se deve fazer quando se detectam sinais de cansaço durante a condução?
1-Efectuar de imediato uma pausa
2-Caminhar ao ar livre
3-Ouvir música animada
Respondi apenas a primeira, mas o correto eram…tchanam, as 2 primeiras. “Caminhar ao ar livre”?? E se tiver chovendo ou nevando ou você estiver em frente a um hotel e puder parar imediatamente e dormir? E se não tiver acostamento no exato lugar que você está e você precisa dirigir ainda até um lugar pra fazer a pausa, até lá ajudaria ouvir uma música animada talvez… comentei.
Pergunta 2: Depois de você ter tido que circular por tempo prolongado na estrada nacional atrás dum automóvel ligeiro (hahaha) bastante devagar, sobre o qual você se zangou, você pode finalmente ultrapassar. Como se comporta você?
1-Eu controlo a minha arrelia e ultrapasso. Aí mantenho distância suficiente, também ao alinhar-me
2-Eu repreendo o vadio, cortando-o depois do ultrapassar 
(HAHAHAHAHA), Fala sério, tem algum imbecil que responde a segunda? Eu juro que copiei do teste idêntico.

Pergunta 3: O seu automóvel perde algum óleo. Quanta água potável pode tornar-se impotável, mesmo por uma gota de óleo?  
Até
1- 50 litros
2- 01 litro
3- 600 litros
Bom, o que a perda de óleo do meu carro tem a ver com a água que eu posso beber? Os carros na Alemanha vem equipados com água potável pros condutores? Eu nunca beberia água de dentro do carro e em todo caso óleo não mistura com água pelo que aprendi, mas a resposta certa é 600 litros. Tá… tá, essa pergunta tem a ver com poluição ambiental, coisa que não ligamos estudamos assim tão a fundo (oi?) no Brasil. Ih, melhor eu parar de comentar essa, tô só piorando. Eu falei 50 litros, errei, já aprendi.
Prefere em alemão?
Frage 1: Was ist zu tun, wenn Sie während der Fahrt Anzeichen von Müdigkeit spüren?
1-Unverzüglich eine Pause einlegen
2-Sich in frischer Luft bewegen
3-Anregende Musik hören
Frage 2: Nachdem Sie längere Zeit auf der Landstraße einem ziemlich langsam fahrenden Pkw hinterher fahren mussten, worüber Sie sich geärgert haben, können Sie endlich überholen. Wie verhalten Sie sich?
1-Ich kontrolliere meinen Ärger und überhole. Dabei halte ich ausreichenden Abstand, auch beim Einscheren
2- Ich weise den Bummelanten zurecht, indem ich ihn nach dem Überholen schneide.
Frage 3: Ihr Kraftfahrzeug verliert etwas Öl. Wie viel Trinkwasser kann bereits durch einen Tropfen Öl ungenießbar werden?
Bis zu
1-50 Liter
2-1 Liter
3-600 Liter

Carteira de Motorista – Parte 2

Postado em Atualizado em

Em março comecei a olhar o que fazer para converter minha carteira de motorista brasileira para uma alemã. Vale lembrar que se você é brasileiro e está apenas passeando por aqui, você obviamente não vai fazer essa conversão. Você pode andar aqui com sua carteira brasileira normal, melhor se você tiver junto uma tradução simples dela, apenas para o caso de um policial te parar. Mas conheço gente que nem tradução tinha, foi parado 3 vezes pela polícia e não teve problema nenhum (a pessoa falava alemão, só pra constar). Entretanto, você só pode dirigir por 6 meses aqui com a habilitação do Brasil. Caso você esteja morando na Alemanha por mais que este tempo, precisa converter.
Precisei da tradução juramentada da carteira. Fui ao escritório KERN (indicação da Jane), em Panoramastraße 1, na Alexanderplatz. Eles me entregaram a tradução juramentada para o alemão da minha carteira de motorista brasileira em menos de três dias úteis. O preço é alto, €45, mas o que há de se fazer? É taxa em cima de taxa, imposto e o que sobra são apenas uns números traduzidos pro alemão (cof cof) e a descrição da carteira. Mas a senhora era muito simpática e o escritório parece bem sério e profissional.
Depois acabei lendo em algum blog que eu poderia ter feito a tradução pelo órgão ADAC na Alemanha por apenas €15. O João também comentou no meu blog e deu até o link com informações: http://www1.adac.de/ADAC_vor_Ort/Berlin_Brandenburg/Mitgliederberatung_service/fuehrerschein_uebersetzung/default.asp?ComponentID=103116&SourcePageID=100531 . Então, quem mora na Alemanha e vai fazer o “umschreibung” da carteira, vá na ADAC, mas saiba que eles demoram também bem mais tempo que algum escritório tipo KERN.
Bom, tendo a lista toda em mãos dos documentos necessários para fazer a transcrição da sua habilitação brasileira (veja lista neste post), fui ao Bezirksamt do meu bairro. Cerca de 10 semanas depois (demorou pacas), recebi uma carta dizendo que eu já estava autorizada a fazer a prova teórica. Aí fiquei estudando pela internet em sites grátis mas mês passado fui a uma Fahr Schule perto da minha casa e comprei um método de praticar na internet chamado fahrschulcard.de Custou 40€ e acho que valeu a pena. Depois de julho parece que o sistema e as perguntas da prova teórica foram modificados e melhorados. Antes eu tinha tido mais erros no simulado em português do que em alemão e agora o português do novo sistema tá bem melhor e estou mais confiante. Só tenho que acostumar que é de Portugal e melhoro um pouquinho a cada novo simulado online que faço. 
É engraçado, já dirijo há 10 anos (abafa a idade), mas tem muitas regras que aqui são completamente diferentes, e as placas então? Entendo perfeitamente que eles queiram que eu faça essa prova, pois no Brasil também não tem neve e eu preciso estudar como me comportar ao volante com neve, por exemplo.
O próximo passo, depois que eu já me sentir confiante o suficiente pra fazer a prova teórica, é simplesmente ir ao local que já tinha pré escolhido para fazer a prova teórica munida de identidade, a carteira brasileira e 21€ (+85€ se eu quiser deixar já paga a prova prática). Lembrando: para converter a carteira você não precisa fazer as aulas de teoria nem práticas. Só as provas, o que diminui bastante o custo (mesmo assim pode bem separar uns 450 euros aí minha gente…), porque é recomendável fazer algumas aulas práticas antes da prova de rua também.

Dia bom é dia produtivo

Postado em Atualizado em

E todo os meus dias passados tem sido muito produtivos. Acordei cedo quase todos os dias e cumpri minha lista de afazeres todinha – eu adoro fazer listas e cortar os pontos cumpridos. E como ando muito ocupada não tenho tido tempo de escrever. Engraçado que os blogs que eu leio também não andam sendo super atualizados, acho que é coisa hormonal de blogueiras hein. Té logo.