Unterwasseroper em Dresden

Postado em Atualizado em

Após alguns meses de ensaios, é hora de entrar em cena! Unterwasseroper: Aquaria Palaoa, das Alter der Welt II será minha primeira ópera na Alemanha. O público fica seco, os músicos não. Cantamos ao redor da água, dentro da água e embaixo da água! Microfones especiais são posicionados dentro do lago para que o público não perca nenhum som. Nós vestimos roupas para mergulho, para manter melhor a temperatura do corpo e a solista Claudia Herr e o percussionista tem também máscaras de mergulho e oxigênio, para ficarem mais tempo embaixo d’água. A ópera na água começou com o desejo de Claudia Herr de unir o canto e a água, foi quando ela conheceu a estação PALAOA (PerenniAL Acoustic Observatory in the Antarctic Ocean), palaoa é também a palavra havaiana para baleia. Nesta estação os sons das águas profundas do mar são ouvidos através de microfones especiais posicionados até 100 metros abaixo d’água. Para fazer os buracos no gelo necessários para o posicionamento dos microfones foi usado um sistema de perfuração (como uma furadeira) através de água quente. A energia consumida é enorme e derrete o gelo e esquenta a água até a 95°C. Para ouvir o som do fundo do mar ao vivo e ler mais (em inglês) sobre o assunto, clique aqui.

Ópera subaquática Aquaria Palaoa: das Alter der Welt
Quando? Dia 10.08.2012 às 20h (entrada a partir das 18h)
Onde? ao ar livre, no Wasserwerk Saloppe, Brockhausstraße 1 01099 Dresden.

Ingressos antecipados 31€, na hora 39€

Ideia/concepção/direção: Claudia Herr
Físico e diretor do PALAOA: Dr. Lars Kindermann
Música: Susanne Stelzenbach
Direção de cena: Holger Müller-Brandes
Libretto: Monika Rinck

A ópera é um conto de fadas, uma jovem em busca da água, o elixir da vida eterna.
O que eu faço? Eu sou uma foca. Comecei sendo do coro geral, passei pro coro solista composto por 8 pessoas, depois ganhei o solo do coro e depois mais alguns solos durante algumas partes da ópera. No início da ópera o coro solista canta em várias cenas seguidas e toda nota aguda que vocês ouvirem nestas cenas, sou eu.

Mas acima de tudo, estou muito feliz por participar deste projeto tão diferente e inovador.

Os meios de comunicação divulgaram bastante: ZDF, ARD, MDR, MDR Radio e todos os jornais impressos! Até o momento mais de 300 ingressos foram vendidos.

Do Mitteldeutsch Zeitung, copio para cá o que eles escreveram:

Das Publikum bleibt trocken, die Künstler werden nass: Die Elbe in Dresden wird zur Bühne für eine Unterwasseroper. Am 10. August hat das Spektakel unterhalb des historischen Wasserwerkes Saloppe Uraufführung, teilten die Veranstalter am Donnerstag mit.

Bei dieser Gelegenheit stürzte sich Sängerin Claudia Herr schon einmal probehalber in die Fluten. Die Musik der „Aquaria“-Oper schrieb Susanne Stelzenbach. Instrumentiert ist das Stück für Trompete, Cello, Tuba und Schlagwerk – allerdings agiert nur der Percussionist direkt in der Elbe.

Das Geschehen unter Wasser wird mit Kamera und Spezialmikrofonen ans Ufer übertragen und kann dort auf der Leinwand verfolgt werden. Auch Taucher sind beteiligt.

Anúncios