coro madrigale

Minha história com o Madrigale

Postado em Atualizado em

Este é o Coro Madrigale. Foto tirada dia 13/07/10 por Patrícia Luz Pereira.
Minha história lá começou quando eu tinha uns 17 anos, não me lembro com certeza, apesar de fazer tão pouquinho tempo… eu estava começando a estudar canto lírico e já tinha passado pelo coral do Sesiminas nessa época. Aí o meu ex me apresentou ao maestro Arnon Sávio e me indicou para o Coro.

Entrei e a primeira obra que cantei lá foi o Réquiem de Mozart, que eu já sonhava em cantar desde que vi o filme Amadeus, sobre a vida de Mozart. Depois cantei mais umas 7 ou 8 vezes o mesmo Réquiem com o mesmo coro, já sei de memória. É das peças que até hoje sou mais alucinada. Amo! Depois cantei a Grande Missa em Si menor de Bach, várias peças do colonial mineiro, conheci o compositor Hostílio Soares com “As Sete Palavras de Christum Cruxificatum” (que anos depois fui solista), o Gloria de Vivaldi, As missas de Palestrina e tantas outras peças marcantes, nem dá pra falar assim.

Cantei então 2 ou 3 anos neste coro e tive que sair porque eu já fazia faculdade de canto e comecei a ficar com muito pouco tempo, fora o cansaço. Eu não tinha nem metade da resistência pra cantar que eu tenho hoje. Continuei indo às apresentações e prestigiando o coro de longe. Depois só retornei em 2008. E dias 13 e 14 de julho de 2010 foram os últimos concertos que cantei com eles. Os dois dias estavam bem cheios, cantamos Negro Spirituals com arranjos de Moses Hogan. Clique aqui e aqui para ver amostras no youtube. Os últimos concertos que cantei com eles até quando? Vamos ver, a vida dirá. Tenho um sonho de cantar o Réquiem de Mozart com eles na Alemanha no dia 02 de novembro.

Anúncios

Facebook e Concerto do Madrigale!

Postado em

Não gosto de facebook, orkut, picasa, minha casa sua casa e companhia ilimitada. Mas é tanto email que chega pedindo pra ser meu amigo que acabei aceitando. Pronto, agora tenho o raio do Facebook. O orkut nem se fala, parece que se você é do google ele já se ” se auto se cria-se automaticamente-se”! Mas beleza, às vezes a gente tem que ser mais social né. Só que eu tenho a impressão de que quase não vou entrar no facebook e ele vai ficar lá jogado às moscas virtuais, com mensagens e sei lá mais o que esse trem oferece pra mim e eu sem responder nada, aí o povo vai ficar com raiva… ih…rsss

Parte boa: Bom dia, dia! Hoje e amanhã tem concerto do Madrigale, como vocês viram no post anterior.

Concerto com Coro Madrigale

Postado em Atualizado em

O Coro Madrigale apresenta Negro Spirituals com arranjos de Moses Hogan.

13 e 14 de julho – 20:00

Fundação de Educação Artística
Rua Gonçalves Dias, 320 – Funcionários
Ingressos a venda no local por 15 reais a inteira e 7,50 a meia
Mais informações em:

Concerto do Coro Madrigale nesta quarta!

Postado em

MPB para coro no Conservatório da UFMG

O Coro Madrigale (completo) se apresenta no Conservatório da UFMG, levando ao público partes dos concertos Homenagem a Marcos Leite e HelyElas. Os dois concertos foram idealizados como uma maneira de estimular a elaboração de novos arranjos para coro baseados no métier de dois dos melhores arranjadores da atualidade, Marcos Leite e Hely Drummond. Presença especial e acompanhamento do coro feito por Hely Drummond.

Programa:

1. Aquarela do Brasil – Ary Barroso
2. Modinha – Tom Jobim
3. Pra machucar meu coração – Ary Barroso
4. Cantores do Rádio – Lamartine Babo/João de Barro
5. Desafinado – Tom Jobim/Newton Mendonça
6. Rosa – Pixinguinha e Otávio de Souza
7. Ilusão à toa – Johnny Alf
8. Chovendo na roseira – Tom Jobim
9. Pierrô apaixonado – Noel Rosa e Heitor dos Prazeres
10. Pastorinhas – Noel Rosa / Estão voltando as flores – Paulo Soledade
11. Jura – Sinhô (VEJA VÍDEO ABAIXO ou CLIQUE AQUI)
12. Vassourinhas – Matias da Rocha e Joana Batista

Conservatório da UFMG
16/06/2010 – 12:30h – Entrada Franca
Av. Afonso Pena, 1534 – Centro – BH

Concerto com Coro Madrigale dia 7 de junho de 2010

Postado em

Madrigale canta na Segunda Musical no Teatro da Assembléia, em Belo Horizonte.
dia 7 de junho às 19h

O Projeto Segunda Musical acontece há vários anos no Teatro da Assembléia Legislativa. No próximo dia 07 de junho, às 19:00 h, o Madrigale se apresenta encerrando o Encontro de Corais, promovido pelo Coral da ALMG. Para aqueles que não tiveram a oportunidade de ouvirem os programas dos dois concertos apresentados neste semestre, na Fundação de Educação Artística, esta é uma ótima oportunidade, pois no programa constarão peças dos dois concertos (MPB com Hely Drummond e Negro Spirituals).

Teatro da Assembléia Legislativa – Rua Rodrigues Caldas, 30 – Bairro Santo Agostinho – CEP 30.190-921 – Belo Horizonte – Minas Gerais

O repertório:
* Nisi Dominus – Claudio Monteverdi
* Salmo 150 – Ernst Widmer
* Alleluia – Randall Thompson
* Ave Maria – Nelson Salomé
* Pai Nosso – Malotte
* Bachianas n. 5 (Cantilena) – Villa-Lobos
* As costureiras – Villa-Lobos
* Cantores do Rádio – Lamartine Babo/João de Barro (Arr: Hely Drummond)
* Desafinado – Tom Jobim/Newton Mendonça (Arr: Hely Drummond)
* Pastorinhas – Noel Rosa /Estão voltando as flores – Paulo Soledade (Arr: Hely Drummond)
* The battle of Jericho – Negro Spiritual (Arr: Moses Hogan)
* Elijah rock – Negro Spiritual (Arr: Moses Hogan)
* Didn´t my Lord deliver Daniel? – Negro Spiritual (Arr: Moses Hogan)

Didn´t my lord deliver Daniel?

Postado em

http://www.youtube.com/get_player

Este vídeo foi gravado no celular pela Ananda Settte. Essa música fechou o concerto do Coro Madrigale dia 12 de maio na Fundação. Solo de Isabela Santos, Clara Guzella e Márcia Maria. Um grande hit, que gerou inclusive um arranjo para guitarras do nosso criativo colega de coro, Rômulo Salobreña. Na janelinha abaixo ouçam o áudio deste arranjo.

http://www.goear.com/files/external.swf?file=3088208

No clima de Spirituals

Postado em

O concerto do Coro Madrigale dia 12 foi um sucesso absoluto! A Fundação estava lo-ta-da! Assim que eu estiver com algum áudio ou vídeo da apresentação, posto aqui.

Enquanto isso… acabei de receber pelo correio um DVD com as fotos e videozinhos que o Alexandre (que estava na Alemanha na mesma época que eu) gravou na máquina dele. E escolhi para o post de hoje um vídeo com nossa “brincadeira” pra espantar o frio de -10C que estava na estação de trem em Münchweier neste dia. Todos nós estávamos cansados de um longo ensaio, mas ainda com muito bom humor.